O fim dos fogos barulhentos ganha elogios

A Câmara de Vereadores de Assis aprovou o fim dos fogos barulhentos e o fim do sofrimento dos animais. Seguindo o exemplo de outras cidades, o projeto de autoria da vereadora Vera Nascimento ganhou apoio dos demais vereadores e agora é lei; e leis tem que ser respeitadas. Esperamos rigor no cumprimento e a compreensão de toda sociedade, inclusive, para que não haja exceções em alguns eventos e em datas comemorativas. Caso aconteça a desobediência, que façam prevalecer o rigor da lei com multas pesadíssimas. Parabéns a vereadora e todos que votaram nessa feliz iniciativa.

Homens de ferro

Nos anos 60, Assis ainda contava com Tupãssi em seu território, somando mais de 40 mil alqueires de matas virgens. Nessa época não havia motosserras e toda floresta veio ao chão pelas mãos do homem, com o uso da foice, do cerrote e do machado. É difícil acreditar, mas tudo é verdade, portanto temos que reverenciar esses heróis que com sua força e coragem transformaram esse lugar numa terra maravilhosa e produtiva, um colírio para nossos olhos.

As lágrimas fertilizam nossos corações

Não se irrite contra aqueles que o caluniam! São benfeitores seus, que estão sempre chamando atenção para seus erros, reais ou possíveis. Siga em frente! A dor é o adubo que faz crescer em nós a produção evolutiva. O arado que rasga o seio da terra é que permite a colheita abundante. E as lágrimas fertilizam nosso coração tornando possível um progresso maior.

Desrespeito total

Antigamente os pais e filhos não soltavam um “pum” perto um do outro, por ter vergonha. Hoje o que muita gente faz ultrapassa quaisquer limites. Abusos, desordens e imoralidade em púbico, se tornou um prato cheio para a grande imprensa, que além de divulgar com a maior naturalidade, destaca a crueldade contra os bons costumes, em busca de audiência.

Certa vez o ex-prefeito Osvaldo Laghi me disse: “Boiago, você já viu o mal ganhar do bem?”. Se ele ainda estivesse vivo com certeza ficaria muito decepcionado vendo multidões dançando e aplaudindo o diabo surrar Jesus.