Cafelândia realiza ações sobre o 18 de maio

O Governo Municipal de Cafelândia através da Secretaria de Assistência Social com o apoio do Conselho Tutelar, Proteção Especial e Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) estão realizando diversas ações de conscientização sobre o dia 18 de maio. Esta data é conhecida como o Dia Nacional de Combate ao Abuso e À Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes.
Durante esta semana, a advogada e estudante de psicologia Juliana Molina Constantino, palestrou nos colégios para os adolescentes de 10 a 17 anos. Ela relatou casos, orientou os alunos a não ficarem calados em relação ao tema e falou da importância desta data.
A secretária de Assistência Social, Nilva Franus, acompanhou o ciclo de palestras e elogiou a palestrante. “Ela veio no ano passado no nosso município e deu um show de apresentação e esse ano novamente, conscientizando os nossos adolescentes sobre este importante tema. Este mês os nossos trabalhos estão voltados ao 18 de maio e a nossa equipe está realizando muitas ações”, fala Nilva.
No fim do mês, especificamente no dia 30 de maio, Cafelândia vai receber os atores do Circo Teatro Sem Lona que farão uma apresentação especial para os alunos da rede municipal.
18 DE MAIO – a data é uma conquista que demarca a luta pelos Direitos Humanos de Crianças e Adolescentes no território brasileiro. Esse dia foi escolhido porque em 18 de maio de 1973, na cidade de Vitória (ES), um crime bárbaro chocou todo o país e ficou conhecido como o “Caso Araceli”. Esse era o nome de uma menina de apenas oito anos de idade, que teve todos os seus direitos humanos violados, foi raptada, estuprada e morta por jovens de classe média alta daquela cidade. O crime, apesar de sua natureza hedionda, até hoje está impune.