Município de Assis repassa R$ 3,2 mi e Estado garante 10 UTIs ao Hospital Beneficente

A saúde pública e a qualificação na prestação de serviços no setor continuam sendo uma das prioridades do prefeito João Pegoraro, no Governo de Assis Chateaubriand, dando sequência ao planejamento iniciado por Marcel Micheletto, hoje deputado estadual. Exemplo é que nos primeiros cinco meses de 2019, ele autorizou o Município a efetuar o repasse na ordem de R$ 3,2 milhões para manutenção dos atendimentos à população no Hospital Beneficente Moacir Micheletto – que realiza, em média, 4.500 atendimentos ao mês, entre procedimentos de baixa e média complexidade.
Ao oficializar o repasse de R$ 640 mil, referente a maio, Pegoraro recebeu o diretor geral da Secretaria de Estado da Saúde, Nestor Welter Júnior, na tarde da última quinta-feira (25), juntamente com administradores da Associação Hospitalar.
Na oportunidade, o prefeito garantiu que o Município manterá aporte financeiro ao Hospital, enquanto que Nestor, braço direito do secretário de Estado da Saúde, Beto Preto, confirmou que o Governo Estadual destinará recursos para que Assis Chateaubriand passe a contar com 10 leitos de UTI, após o Estado ter investido R$ 4,7 milhões para a obra de reforma e ampliação, e outros R$ 2,5 milhões para compra de equipamentos.
“Assis Chateaubriand, hoje, se tornou o que chamamos de polo de microrregionalização na prestação de serviços na área hospitalar. Por isso, viemos para reforçar a parceria e afirmar que as UTIs serão instaladas. Desta forma, a Secretaria da Saúde trabalha para habilitação dos leitos”, disse Nestor Júnior.
O diretor se mostrou surpreso com a estrutura do Hospital Beneficente, o que confirma, de fato, que o Município tem uma das melhores estruturas hospitalares da região e já é referência de qualidade no atendimento à população no oeste paranaense.
“Estamos buscando o aperfeiçoamento dos serviços e os investimentos na Saúde são expressivos. Além dos recursos repassados ao Hospital, também abrimos concurso para contratação de 5 novos médicos, cirurgião dentista, enfermeiro, fisioterapeuta, entre outros profissionais para o setor. Além disso, já construímos 5 Unidades Básicas de Saúde que descentralizaram os atendimentos e eliminaram as longas filas de espera nos postos”, enfatiza o prefeito, João Pegoraro.