Agropar agora é parte integrante da C-Vale

A fusão é mais uma visão de futuro do que qualquer outra coisa, segundo o presidente da C-Vale, Alfredo Lang

Por Sara Ferneda Messias | C-Vale

Clóvis de Almeida | O Regional

Finalmente, o projeto de fusão da Agropar e C.Vale se concretiza. Apesar de existirem ideias contrárias à fusão, por parte de alguns chateaubriandenses, a maioria dos associados venceu ao apoiar a migração da cooperativa de Assis para o controle acionário de uma empresa mais sólida. Pelo menos é essa a visão em maior número, entendendo que, ao passar a fazer parte de uma das cooperativas mais respeitadas do país, os associados terão todos os benefícios da C.Vale, que oferece um leque muito maior para a comercialização de produtos do campo, bem como de uma linha de financiamentos que a Agropar não possuía. Os funcionários também passam a integrar o quadro C-Vale.

A decisão foi tomada em assembleias virtuais com associados das duas cooperativas, nesta segunda-feira (29). Com sede em Assis Chateaubriand, a Agropar tem quatro unidades de recebimento de grãos no município, 585 associados e 69 funcionários. Em 2019, a cooperativa recebeu 1,5 milhão de sacas de soja, milho e trigo e faturou R$ 81 milhões. Com a incorporação, os associados da Agropar passarão a ter acesso a produtos, serviços e benefícios da segunda maior cooperativa singular do Brasil, com receita de R$ 8,9 bilhões e sobras de R$ 245 milhões em 2019.

A diretoria da Agropar explicou que levou três pontos em consideração no processo de incorporação. “Os associados terão seus direitos preservados, os funcionários seguirão com seus empregos e Assis Chateaubriand será beneficiada”, justificou o presidente Mauro Jordão.

O presidente Alfredo Lang, interpreta a incorporação da Agropar como um reforço à atuação da C.Vale no município de Assis Chateaubriand. Para os associados que fizerem a migração, ele diz que as vantagens serão a segurança de operar com uma cooperativa de grande porte e melhores condições para negociações de insumos e produção já que a C.Vale trabalha com volumes bem maiores.
Para Lang, a fusão é mais uma visão de futuro do que qualquer outra coisa. “Principalmente no campo da produção animal, como, frango, suíno, peixe, leite e mandioca. A Agropar não tinha essas indústrias ainda”, destaca o presidente, justificando um dos motivos que levaram os associados da Agropar a entender que seria melhor a fusão, com mais opções. As linhas de financiamentos para agropecuária também teriam incentivado a união das cooperativas.

A partir de hoje, a C-Vale passa gerir os destinos da Agropar. “O tempo vai se encarregar da melhor de ajustar todas as viabilidades para o associado e para a empresa”, explica Lang. Segundo Alfredo Lang, não há mais diferenciação. “Os associados da Agropar passam a ter todos os benefícios da C-Vale, são uma mesma família a partir de agora, é uma mesma cooperativa. Os funcionários também têm os mesmos direitos, responsabilidades e oportunidades. É um casamento”, afirma.

A união das duas cooperativas é um projeto que nasceu há muito tempo e vinha sendo estudada a melhor forma de colocar em prática, segundo Lang. “Tenho certeza de que o grande ganhador dessa fusão são os associados, tanto a C.Vale que ficou maior, quanto a Agropar que agora faz parte dela”, finalizou.

Despedida de Mauro Jordão

Falando para a assessoria de imprensa da C.Vale durante a assembleia virtual, o ex-presidente da Agropar, Mauro Jordão, leu uma mensagem de despedida:
“Tudo o que é bom, a gente quer que dure para sempre. Mas isso não é possível. A carreira nos leva para lugares diferentes e é que me encontro agora, indo embora e me despedindo de vocês. Hoje entrego essa cooperativa onde tanto aprendi e evoluí como profissional e queria deixar aqui a minha despedida. Todos os desafios que vivi aqui me ajudaram a crescer, até os dias estressantes e difíceis foram uma lição. Sigo para abraçar um novo projeto com a sensação do dever cumprido”, é parte de sua mensagem, onde agradeceu o presidente da C.Vale, Alfredo Lang pelo apoio na trajetória da fusão.

Assembleia online comandada pelas diretorias das duas cooperativas, em Palotina

C.Vale

Associados: 22.457

Funcionários: 10.946

Faturamento: R$ 8,9 bilhões

Unidades de negócio: 151

Área atuação: RS, SC, PR, MS, MT e Paraguai

 

Agropar

Associados: 585

Funcionários: 69

Faturamento: 81 milhões

Unidades de negócio: 4

Área atuação: Assis Chateaubriand (PR)