Caminhando na fé

COMEÇE O DIA FELIZ
Procure viver, pensar e agir como um filho de Deus.

Ele está no horizonte que você contempla, nas árvores que vê, nas flores que toca, no ar que respira, na luz que o ilumina, no mundo ao seu redor.
Deus está em cada célula do seu corpo. Ele está com você. Portanto, em cada instante da vida, em cada ato que pratica, em cada pensamento, em cada gesto, em cada olhar, siba que Deus o vê, o assiste e o julgará.
Deus é nosso Pai.

MENSAGEM DE FÉ
Conselhos de amor da Madre Teresa de Calcutá

O amor chega a quem espera, ainda que o tenham decepcionado; a quem ainda acredita, mesmo que antes tenha sido traído; a quem ainda precisa amar, mesmo que tenha sido ferido; e a quem tem coragem e fé para construir a confiança novamente.
O princípio do amor é deixar que aqueles que conhecemos sejam eles mesmos, e não tentar mudá-los segundo nossa própria imagem, porque então só amaremos o reflexo de nós mesmos.
Não se deixe levar pelo exterior, porque ele pode enganar. Não se deixe levar pelas riquezas, porque ela pode ser perdida. Procure alguém que faça você sorrir, porque um sorriso é capaz de fazer um dia escuro brilhar.
Espero que você encontre aquela pessoa que lhe faça sorrir! Há momentos nos quais você sente tanta saudade da pessoa em seus sonhos, que tem vontade de tirá-la dos seus sonhos e abraçá-la com todas as suas forças.
Espero que você sonhe com esse alguém especial e que essa pessoa sonhe o que você quer sonhar. Veja por onde você quer caminhar e seja o que você quer ser, porque você só tem uma vida e uma oportunidade de fazer tudo o que você quer fazer.
Espero que você tenha felicidade suficiente para tornar-se doce; provas suficientes para tornar-se forte; dores suficientes para ser um humano autêntico; esperança suficiente para ser feliz, recordando que as pessoas mais felizes nem sempre são as que têm o melhor de tudo.
Madre Teresa de Calcutá

SANTO DO DIA
São Gregório Sétimo (25/05)
Hildebrando, o futuro papa Gregório VII, nasceu numa família pobre na Itália, em 1020. Fez-se beneditino no mosteiro de Cluny. Nos estudos destacou-se pela inteligência e a firmeza na fé.
Tornou-se o diácono auxiliar direto dos Papas Leão IX e Alexandre II, alcançando respeito e enorme prestígio no colégio cardinalício. Assim, quando faleceu o Papa Alexandre II, em 1073, foi aclamado Papa pelo povo e pelo clero. Assumiu o nome de Gregório VII e deu início à luta incansável para implantar a “reforma gregoriana”. Há tempos que a decadência de costumes atingia o próprio cristianismo. A mistura do poder terreno com os cargos eclesiásticos fazia enorme estrago no clero.
As investiduras, que consistiam no ato jurídico pelo qual o rei ou nobre confiava a uma autoridade eclesiástica um cargo da Igreja com jurisdição sobre um território, obrigava os eclesiásticos a prestar juramento de fidelidade ao rei ou aos nobres.
Foi com Henrique VI, imperador germânico, que Gregório travou a maior luta. Diante da rudeza de Henrique VI, o Papa não teve dúvidas: excomungou o imperador. Tal foi a pressão sobre Henrique VI, que o tirano teve que se humilhar e pedir perdão, em 1077, para anular a excomunhão, num evento famoso que ficou conhecido como “o episódio de Canossa”.
Pouco tempo depois o imperador saboreou sua vingança, depondo o Papa Gregório VII e nomeando um antipapa, Clemente III. Mesmo assim Papa Gregório VII continuou com as reformas, enfrentando a ira do governante. Foi então exilado em Salerno, onde morreu mártir de suas reformas no dia 25 de maio de 1085, com 65 anos.
Reflexão: a última frase do papa Gregório VII, à beira da morte, retrata a síntese de sua existência: “Amei a justiça, odiei a iniquidade e, por isso, morro no exílio”. Num tempo de brigas políticas e religiosas, Gregório soube assumir sua posição de defensor de fé e morreu exilado pelo amor ao Cristo.
Estamos nós, cristãos do século XXI, lutando pela justiça e pelo direito daqueles que não tem voz?

CATEQUESE DO DIA

Qual o maior livro da bíblia?

A – Salmos;
B – Provérbios;
C – Mateus;
D – Jó;

Alternativa correta: Salmos