Caminhando na fé

 

 

COMEÇE O DIA FELIZ

Somente é livre quem sabe dar-se aos outros sem cobrar nada.
É livre quem não tem preço e, por isso, nunca se vende, não quer ganhar vantagem sobre os outros; é gente que já sabe que o valor que a gente tem, depende de nossa capacidade de engrandecer a outros.
Liberdade não tem preço!

Sou livre à medida em que sei ofertar-me aos outros!

 

 

MENSAGEM DE FÉ

Deus te conhece

Conheço teu medo, a tua felicidade e os teus sonhos. Conheço tua estrada por onde iras passar. Conheço-te por dentro…

E sem que tu tenhas que me pedir, eu entendo o que tu queres. Conheço o teu sorriso, e sei tudo que está dentro do teu coração. Conheço e te reconheço em qualquer lugar…

Sei do teu amor, da tua saudade, dos sonhos que movimentam a tua vida e da esperança que te faz lutar. Amo-te pelo que tu és, e para mim, és um ser valioso. Amo-te, mesmo quando perdes a confiança em mim. Amo-te, mesmo sem saberes… Acompanho-te desde sempre! Estou ao teu lado mesmo quando pensas que te abandonei…

Vibro em cada minuto da tua felicidade. Choro com cada lágrima tua. Sofro com toda a tua dor, e te estendo as mãos a todo momento, embora muitas vezes teimes em não me pedires ajuda, mesmo assim, continuo a te proteger…

Conheço-te e sei que és muito especial, como é especial cada filho meu, mas cada um com as suas diferenças, ainda assim o meu amor é incondicional, e ele é o maior amor do mundo. Conheço-te, porque eu te criei…

 

 

12 de Setembro é dia de:

São Guido de Anderlecht

Guido viveu entre os séculos X e XI, na Bélgica. Desde a infância, ele já demonstrava seu desapego dos bens terrenos. Ainda jovem deixa a casa dos pais e vai ser sacristão em uma paróquia perto de Bruxelas.

Quando ficou órfão, decidiu ser comerciante, pois teria mais recursos para auxiliar e socorrer os pobres e doentes. Mas após um fatalidade, o navio com suas mercadorias afundou, ele decidiu definitivamente seguir a vida religiosa.

Guido vestiu o hábito de peregrino e pôs-se novamente no caminho da religiosidade, da peregrinação e assistência aos pobres e doentes. Percorreu durante sete anos as inseguras e longas estradas da Europa, levando conforto aos mais abandonados.

Depois de tanto andar, Guido voltou para sua terra, residindo na cidade de Anderlecht. Nesta cidade ele morreu, com fama de santidade. Com o passar do tempo foi erguida uma igreja dedicada à ele, para guardar suas relíquias.

Reflexão:

São Guido é padroeiro dos sacristãos e cocheiros. Sua vida foi de inteiro desapego aos bens materiais e de busca da santidade. O pouco que ganhava doava aos pobres que encontrava nas suas andanças pela Europa. Suas maiores virtudes eram a caridade e o silêncio. Num mundo marcado pela pobreza, violência e desigualdades. A vida de São Guido nos inspira a lutar pela construção de uma nova sociedade.

 

Oração

Deus, nosso Pai, colocamos agora neste momento, sob a vossa proteção todo o nosso agir e todo o nosso viver. Caminhemos hoje buscando a vossa face de luz. Em tudo procuremos a simplicidade, a cordialidade, o bom senso, o bom humor, a alegria cristã, pois lamúrias e tristeza para nada servem. Procuremos mais ajudar que ser ajudados, mais servir que ser servidos, mais somar que dividir, mais ouvir que falar. Não faltemos com a cordialidade, o respeito, a sinceridade, sobretudo para com os que vivem juntos a nós. Por Cristo nosso Senhor. Amém!

 

 

 

CATEQUESE DO DIA

 

Em qual livro é narrada a conversão de São Paulo (Saulo)?

A – Colossenses;

B – Apocalipse;

C – Atos dos Apóstolos;

D – Tiago.

Alternativa correta: Atos dos Apóstolos.