COMERCIANTES FAZEM ALERTA PARA CIRCULAÇÃO DE DINHEIRO FALSO EM NOVA AURORA

Os novaurorenses precisam ficar em alerta, pois notas falsas de R$ 20 e R$ 100 estão circulando na cidade.

A denúncia é de alguns comerciantes que usaram o grupo da Associação Comercial Industrial (ACINA), para relatar o fato.

Com o crescimento do movimento no comércio a preocupação é que essa prática delituosa também cresça nos próximos dias.

Segundo o que diz um comerciante, os demais precisam redobrar a atenção e os clientes devem ter paciência com os lojistas. “Nós estamos com uma preocupação muito grandes, principalmente, em Nova Aurora onde ocorreu vários fatos de notas falsas.

Você empresário oriente seus funcionários a identificar essas notas falsas. Então, nós queremos pedir para os clientes terem paciência na hora que eles entrarem na loja, que forem pagar uma conta ou forem fazer a aquisição de algum produto e pagar com nota de R$ 100 por exemplo.

Elas vão ser avaliadas. As vezes a gente sabe que o cliente é gente boa, que isso não vai acontecer, mas ele mesmo pode ter pegado de alguém essa nota falsa.

Fabricar ou repassar moeda falsa é crime que pode resultar em pena de três a 12 anos de prisão. Quem recebe uma nota falsa de boa fé e só depois percebe que o dinheiro não tem valor deve comunicar a polícia.

A pessoa que está com uma cédula falsa e mesmo assim passa para frente, para não ficar no prejuízo, também está cometendo um crime que tem pena prevista de seis meses a dois anos de reclusão.

Dinheiro brasileiro

Existe um aplicativo, chamado “dinheiro brasileiro”, que foi desenvolvido pelo Banco Central e ajuda a identificar e reconhecer os itens de segurança das cédulas. Algumas maneiras de identificar notas falsas:

1 – Conheça bem a nota verdadeira.

2 – Procure não ter pressa no atendimento.

3 – Verifique se as numerações das notas não são iguais.

4 – Observe a textura da nota.

5 – Observe a impressão da nota (nas cédulas legítimas, as tonalidades de cores são firmes. Já as notas falsas têm cores com pouca nitidez e costuma haver barramento das cores).

6 – Verifique a marca d’água colocando a nota contra a luz.

7 – No caso de dúvida, compare a nota suspeita com uma verdadeira.

Outra alternativa procurar no comercio local, que tem a venda um equipamento via lazer e uma caneta que identifica as notas falsas!

 

 

REPÓRTER : VINÍCIUS CARDOSO