Louros da vitória são pra quem merece

A Educação Municipal de Assis está comemorando uma conquista que é um grande prêmio a todos os envolvidos no Ensino Fundamental, onde estão não só os professores, que curvam as costas nas carteiras dos alunos para ensinar os be-a-bás no dia a dia das nossas crianças, pelas salas de aulas da rede municipal de ensino. Fazem parte desse jus, também aqueles que estão a redor, acima e abaixo na cadeia da hierarquia da Educação. A começar pelo prefeito, que é o responsável por tudo o que ocorre na administração da cidade, até às merendeiras e zeladoras que cuidam da alimentação dos alunos e limpeza das escolas.

O Iede, Interdisciplinaridade e Evidências no Debate Educacional e o Instituto Rui Barbosa (IRB), associação civil para promover o aperfeiçoamento dos Tribunais de Contas do Brasil, realizaram em parceria o projeto “Educação que Faz a Diferença”. A iniciativa foi realizada em âmbito nacional e todos os 28 Tribunais de Contas com jurisdição sobre os municípios participaram.
O bom é que Assis Chateaubriand está entre as melhores escolas do Brasil. No Paraná, ficou entre as 22 melhores e que receberam a premiação.

É natural que nos momentos de vitória, todos os que ajudaram o vencedor a chegar aos píncaros da glória querem ser reconhecidos, reverenciados e valorizados.

E não restam dúvidas que merecem. Por isso, é bom lembrar que a Educação no município não começou agora, nem há 8 anos atrás. O início foi bem antes, ainda na colonização, quando o então prefeito, Rudy Alvarez, distribuiu escolas por todos distritos e até ramais. Foram 114 escolinhas construídas em salas de madeira. Os professores foram arrebanhados entre os moradores, quem sabia mais ensinava os que sabiam menos. O governo não mandava carteiras para as salas de aulas, foi então que a Prefeitura montou uma marcenaria e desabou a fazer pesadas carteironas, que cabiam até três crianças em cada uma. Foram feitas centenas delas e outros tantos quadros negros, tudo feito de pau derrubado ao redor da cidade.

Depois, os outros administradores fizeram cada um a sua parte, uns mais, outros menos. Mas fizeram, e isso tem que ser reconhecido. Num espaço de 50 anos muita coisa mudou, muitas conquistas vieram, como, escolas mais modernas, construções, reformas, ar condicionado, transporte escolar, formação de professores, merenda de qualidade, novo sistema de ensino, como o Positivo e tantos outros benefícios.

Cada conquista é uma nova comemoração e os ganhadores merecem os cumprimentos, cada um no seu tempo. Cada detalhe do passado não pode ser esquecido, pois foram e continuam importantes. Esse prêmio é referente ao trabalho da Educação realizado ao longo de 2019, período em que foram levantados os dados que deram a Assis o selo “Bom Percurso”, do projeto “Educação que Faz a Diferença”. A base das pesquisas está no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) atual e sua evolução desde 2005. Portanto, um estudo que durou 14 anos.

Reconhecimentos a todos, e parabéns ao prefeito João Pegoraro, à frente da administração atual, que, com certeza, está sentindo muito orgulho de sua equipe na Secretaria Municipal de Educação.