Morre João Gasparino: “O poeta do Encantado”

“26 de janeiro sempre será lembrado foi o dia em que morreu o Poeta do Encantado”

Assis Chateaubriand perdeu um queridíssimo cidadão neste final de semana. Após lutar contra vários problemas de saúde, por mais de um ano, João Gasparino Filho faleceu, no fim da tarde de sábado, (26), aos 87 anos de idade.

João residia no Distrito de Encantado do Oeste e era conhecido pelos seus poemas, letras e poesias, que embalaram sua vida, curtida com simplicidade e alegria.

Por mais de 20 anos colaborou com o Jornal O Regional, onde nos agraciou com a publicação de parte de sua obra, e, sendo também o responsável pela circulação do periódico no distrito.

Aos 5 filhos que teve com sua amorosa esposa Edith, aos seus netos e a nós, que tivemos o privilégio de conviver com essa pessoa maravilhosa, além da saudade pelas boas lembranças, João Gasparino Filho, o Poeta do Encantado, no deixa o ensinamento de que a essência de uma vida feliz está no bom convívio com as pessoas que a gente ama.

Obrigado Tio João

ENCANTADO D’OESTE

Por João Gasparino

Encantado D’oeste lugar de fartura

A terra é vermelha tem agricultura

Lugar de riqueza de gente importante

Chegar o Fome Zero eu como bastante

 

Se eu compro fiado não posso pagar

Não vai quinze dias já vem me cobrar

De tanta vergonha eu viro um leão

Depois que eu como não pago um tostão

 

Quem vive em pobreza já tem uma saída

Se fica doente vai pra Curitiba

Com esse apagão já estou acostumado

Em noite de lua clareia o Encantado

 

Noite de paquera é aquele bailão

Se toca um xote eu danço um baião

Se eu tiro uma dama eu levo uma tábua

Eu fico valente e o mundo se acaba

 

Tem jogo de truco dentro do salão

Quem for caprichoso truca no facão

Se alguém grita seis eu ponho nove por riba

Quem for viciado não faz por comida