PROJETO RONDON Definidas as oficinas e o cronograma da Operação Yaguaru em Jesuítas

Aproximadamente 100 oficinas serão desenvolvidas, de 20 a 30 de Janeiro de 2020, com a comunidade jesuitense.

 

Nesta semana, as professoras Adriane de Castro Martinez (Unioeste-Cascavel) e Maici Duarte Leite (UTFPR-Francisco Beltrão), estiveram em Jesuítas para dar início ao processo de preparo, da Operação Yaguaru, do Projeto Rondon, em Jesuítas. A operação trabalha com ações baseadas no documento assinado na ONU (Organizações das Nações Unidas), em 2015, “Transformando Nosso Mundo: A Agenda 2030 Para o Desenvolvimento Sustentável”, nos âmbitos econômico, social e ambiental.

“Como presidente da AMOP é motivo de satisfação trazer o Projeto Rondon para nossa região e, como prefeito de Jesuítas, é também motivo de muita alegria, poder oferecer essa oportunidade única à nossa gente”, comemorou o prefeito Junior Weiller.

Após reunião com o prefeito Junior Weiller, o vice-prefeito Edicarlos Grizotto, a secretária de Assistência Social e primeira dama, Débora Weiller, e os secretários municipais, as professoras – que serão as coordenadoras das equipes que estarão em Jesuítas, formadas por universitários das duas instituições de ensino representadas por elas – se reuniram com cada secretaria, para coleta e troca de informações, afim de que fosse preparado o cronograma das oficinas.

“Vamos trazer as oficinas com as quais já trabalhamos, mas, buscamos através do diálogo com os secretários municipais, informações que nos desse um norte, sobre algumas oficinas específicas, de acordo com as necessidades da população”, afirmou a professora Adriane.

Serão realizadas, nos mais diversos pontos do município, incluindo o Distrito do Carajá e a Vila São Paulo, aproximadamente 100 oficinas, nas mais diversas áreas, como Educação, Cultura, Saúde, Trabalho, Meio Ambiente, Tecnologia e Produção, Comunicação, Justiça, entre outras.

“Será trabalhado nas oficinas, desde o aprendizado de maquiagem até robótica, passando por educação alimentar, agrotóxicos, teatro, gastronomia, bullying, reciclagem e muito mais. As opções para a comunidade são variadas e as oficinas serão ministradas em 3 turnos, de manhã, à tarde e à noite, para que todos possam aproveitar e aprender em uma ou mais oficinas”, destacou a professora Maici.

 

Os objetivos da Operação Yaguaru em Jesuítas:

 

  • Contribuir para a formação do universitário como cidadão;
  • Contribuir com o desenvolvimento sustentável, o bem estar social e a qualidade de vida nas comunidades, usando as habilidades universitárias;
  • Estimular no universitário a produção de projetos coletivos locais, em parceria com as comunidades assistidas;

As duas equipes chegarão a Jesuítas no dia 18 de janeiro do próximo ano, para a divulgação do projeto e planejamento das atividades conjuntas e o início, propriamente dito, se dará em praça pública com a exibição do Cinema Na Praça.